CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

capitulo 2 - erro delicioso

1º gente eu queria agradeçer aos comentários! muito fofos. Vcs sempre me apoiam abrigada =] E queria debulgar novos blogs tal como o meu que eu achei muito legais:

http://zanessapuroamor.blogspot.com/  Esse blog é da Liny, ja tem o 1º capitulo muito legal, cada dia que passa ela escreve melhor :P

http://tragicahistoriadeumamor.blogspot.com/ Da Mary! super cool, bem diferente das outras, essa historia promete ;)

E para quem lia "Love stories" pode entrar lá, eu voltei a postar depois de 2 meses e 6 dias :S

OK chega de tagarelar (ou digitar rsrs) aqui vai o capitulo


Capitulo 2 - erro delicioso

Nem me lembro que horas eu e meus pais saímos do hospital, mas deve ter sido tarde porque eu ainda estou com sono, e infelizmente já é hora de acordar!



Ainda tonta de sono eu levantei da cama e fui até ao banheiro, e quase caí pra traz quando vi meu estado. Cabelo todo desalinhado – vou ter um trabalho danado para deixar ele divino – olheiras, cara mais que amassada…é melhor parar de se lamentar, e dar um jeito na minha cara linda que não esta assim tão Linda :/






Depois de algum tempo eu sai do quarto. Agora sim eu estou fantástica =)



Fui até ao jardim que fica no na parte de traz onde tem piscina e tals, coisa de gente rica. A mesinha branca de 4 lugares que fica perto da piscina, tinha o café da manhã. O Lino apareceu naquele momento.


O Lino é assim o motorista, conselheiro, mordomo, companheiro daqui de casa. Ahh esqueci de dizer, ele tbm é babá. Putz não tem pessoa que me controla mais que ele =S, ok tem, os meus pais.


Eu: bom dia Lino


Lino: bom dia menina Vanessa – liga não, ele tem hábito de falar com todo mundo utilizando as palavras: menino, menina, sr e srª


Eu: to mundo saiu? – tradução de todo mundo: papi e mami, e antes tbm sister


Lino: foram até ao hospital, fiquei sabendo que a menina Cheryl – mais conhecida como Caley – nasceu. Estou tão contente por ela – eu sorri enquanto mordia uma fatia de torta de chocolate. Hum…tentação. Por essa fatia, eu vou ficar umas 2 horas no ginásio


Eu: eu tbm Lino, e ah não te preocupes tu vais poder ver o parto, o Shayne gravou!


Lino: erg – ele fez uma careta


Eu: pois é Lino, erg. Os gregos são sem noção – nossa a torta esta boa hein, quantas gramas de açúcar e chocolate puseram aqui?


Lino: não estou falando disso menina. É que eu não me dou muito bem ao ver sangue – AH o Lino tem assim traumas do passado, quando ele vê sangue fica assustado


Eu: ah isso – ainda comendo a torta – bom Lino eu vou indo então, não vou comer mais nada, até porque eu detesto fazer qualquer refeição sozinha


Lino: compreendo. Olha aqui a chave do seu carro – ele entregou a chave do meu bebé e eu me despidi. Quando estava a dez passos longe da mesa eu voltei e peguei mais uma fatia da torta. Reconsiderando, eu vou passar 5 horas no ginásio para queimar essas calorias.


Eu: manhã de sol essa hein – eu murmurei pra mim mesma e botei meus óculos escuros da D&G e entrei no meu cabriolet *---*



Eu não sei se existe melhor sensação do que ouvir uma musica cheia de ritmo, enquanto se conduz com um carro sem capuz sentindo o vento bater nos cabelos. Eu não troco essa sensação por nada, nem pelas novas sandálias Jimmy Choo que eu vi no shopping.



Eu cheguei no east high e já tinha um lugar no estacionamento para o meu carro. Eu não posso negar que tenho certos privilégios nesse liceu, afinal querendo ou não sou uma garota popular aqui. Não só pelo fato de ser linda, simpática e vestir roupas de grife, mas tbm pelos meus tios serem proprietários do liceu. Ah mas não é fácil ser popular não, tem monte de gente que finge ser minha amiga só pra ter proveito. A isso resume-se que: tenho poucos amigos. Amigos verdadeiros.


Bastou eu botar o pé pra fora do meu Audi que veio um monte de gente me saudar, outras garotas estavam me contando as “novidades”, dizendo como eu estava linda, aff’ tem gente que me odeia aqui, mas faz tudo para não demonstrar.


Excepto um garoto….


Eu continuava andando em direcção ao meu trono(Traduz-se pequena salinha de reunião entre as garotas populares) quando eu esbarro em quem eu não queria esbarrar. OH Jesus, ele olhou pra mim, aqueles olhos hipnotizadores e eu me lembrei exactamente tudo que aconteceu a 3 semanas atrás em Itália. Aquilo que aconteceu lá foi um erro, que erro delicioso a voz do coração falou. Cala a boca, dessa vez foi o meu consciente que falou. AII eu fico cansada com essas brigas internas. De repente deixei de pensar, ele estava me olhando tão profundamente, que eu me lembrei daquele beijo maravilhoso, o beijo mais incrível da minha vida que eu troquei com esse arrogante. Em poucos segundos eu fui retomando a minha compostura, e levantei a cabeça de um jeito superior, esquecendo tudo, até mesmo o que aconteceu em Itália…


Mas ele falou antes de mim…


Xxx: vc não olha por onde anda?


Eu: vc é que ‘tava no meu caminho garoto


Xxx: seria muito mais educado vc pedir “com licença” do que ficar empurrando as pessoas pra passar


Eu: vê se me erra ok. Agora sai da frente – mas ele fez exactamente ao contrário, ele cruzou as mãos sobre o peito e me olhou com aquele olhar de arrogância


Xxx: eu não sou um dos seus “admiradores” pra vc ficar me pisando. Vc pode falar assim com qualquer cara que te ature, mas comigo não! – eu estou ouvindo bem ou ele esta me ameaçando? Ele abriu caminho para eu passar mas agora eu é que não queria ir. Ele vai ouvir poucas e boas!


Eu: eu não sei quem vc acha que eu sou, mas não fala de mim como se eu fosse uma egoísta egocêntrica. Vc não me conhece Efron


Efron: e nem gostaria de conhecer, uma pessoa como vc é melhor manter a distância


Eu: tudo bem que vc não vai com a minha cara, e nem eu com a sua, mas eu não admito que vc fale assim comigo – eu estava apontando o meu dedo na cara dele. E tbm já dava pra ver gente se acumulando a nossa volta. Barraco não, barraco é o uÓ. ele pegou na minha no meu pulso. Não estava doendo mas estava incomodando aquela proximidade estranhamente electrizante. – larga-me se não eu bato-te – o idiota revirou os olhos, suspirou e largou o meu pulso


Efron: não precisa ficar histérica, eu só iria dizer para tirares o dedo da minha cara. Eu não me sinto muito confortável a ver pessoas apontando pra mim, muito menos vc. – ele olhou pra mim de baixo pra cima e depois riu – tu consegues ser mesmo patética – O.o ele chamou-me de patética? Mas antes de eu revidar ele saiu andando como se não tivesse dito nada para mim. Eu ainda estava de queixo caído com as palavras dele “patética” eu? Parece que eu acordei pra vida e vi que tinha gente olhando pra mim, eu empinei o nariz, passei a mão pelo cabelo e sai andando, sem dar ouvidos aos comentários. Mas quando cheguei ao meu cacifo abri ele e enfiei minha cara lá até me acalmar.




 


Acabou!!!!!!!! mais só no proximo post
gente comentem tá?
bjxxxxx Eu adoro-võs *-----*

5 comentários:

♥ LINY STORY DE ZANESSA ♥ disse...

Liiiindo sasha suas historias são maravilhosa e ah vc adicionou -me no seu msn?

Mary disse...

MARAVILHOSA!!!!!!!!!!!

PS- SASHA VC NÃO EXISTE!!!!! divulgou meu blog? Thankiooo vc é demais!!

continua!

maryana disse...

lindoo.posta logo.bjss

MyaH♥ disse...

mossa amore lindo desculpa nao comentar antes tava perdida e pra nao perder o costume AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH pra vc
beijos perfeiito

luisa disse...

liiiiiiiiiiiiiiiiindo, amei e posta logo por favor!!!
só pra saber, o zac é rico tmb???
beijinhos..................LUH!